Centro de Salvador terá estação de compartilhamento de bicicletas

O Movimento Salvador Vai de Bike, desenvolvido pela Prefeitura em parceria com o Itaú e a Serttel, vai ganhar mais oito estações de compartilhamento público de bicicletas neste fim de semana. As novas estações estão localizadas na Rua dos Colibris (Imbuí); Jaguaribe e Placafor (orla); Universidade Baiana (Brotas); Praça do Fórum Ruy Barbosa (Nazaré); Boa Viagem, Bonfim e Largo de Roma (Cidade Baixa). Com isso, o sistema passará a contar com 40 pontos de disponibilização das bicicletas.

Quem quiser andar de bike na cidade também conta com três ciclofaixas que funcionam aos domingos, das 7h às 16h, no Comércio, Campo Grande/Centro Histórico e Parque da Cidade/Orla. Também estão disponíveis outras três ciclofaixas fixas, localizadas no Corredor da Vitória/Largo do Campo Grande, Rótula do Aeroporto/Stella Maris e Largo de Roma/Ribeira.

O sistema público de compartilhamento de bicicletas possui estações em locais estratégicos da cidade, conectadas a uma central de operações via wireless e alimentadas por energia solar. A iniciativa tem estimulado a população a usar a bicicleta como meio de transporte alternativo, mais saudável e menos poluente. Desde o lançamento do programa, em setembro de 2013, já foram cadastradas 52 mil pessoas e realizadas 87 mil viagens.

Quem não possuir uma bicicleta, poderá utilizar as já famosas “laranjinhas” presentes nas estações de compartilhamento. Para utilizar as bikes, é necessário fazer o credenciamento através do site www.bikesalvador.com e pagar uma única taxa no valor de R$10, válida por um ano e debitada em cartão de crédito.

Câmeras de monitoramento – O Escritório Municipal da Copa (Ecopa), em parceria com a Companhia de Governança Eletrônica do Salvador (Cogel), está desenvolvendo um projeto de videomonitoramento de todas as estações de compartilhamento de bicicletas espalhadas pela cidade. Atualmente seis delas já contam com a iniciativa, que ajudará a inibir ações de vandalismo como as ocorridas no último fim de semana em duas estações que ainda estão em fase de testes: Brotas e Largo de Roma. Na ocasião, 18 bicicletas foram encontradas pichadas.

“Este foi o primeiro caso de vandalismo contra as bicicletas públicas em Salvador, que já foram repintadas. Infelizmente, ainda acontecem situações deste tipo na cidade. O importante é que estamos percebendo que a maioria das pessoas já tem consciência sobre a necessidade de preservação dos equipamentos, inclusive denunciando ações de mau uso das bicicletas”, afirmou o titular do Ecopa, Isaac Edington. Ele ainda ressaltou que qualquer caso de vandalismo pode ser comunicado através do call center (71) 4062-8077, da Ouvidoria Geral do Município pelo número gratuito 156 ou pelas redes sociais da Prefeitura de Salvador.




Deixe seu comentário